Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

2018, o ano que não acaba; 2019, tampando o nariz...

2018, o ano que não acaba e em que o Brasil entrou na máquina do tempo e retrocedeu a 1960-1964. 1960, Jânio, com "varre varre, vassourinha / varre varre a bandalheira / que o povo já tá cansado / de sofrer dessa maneira / Jânio Quadros (ou Jair) é a esperança desse povo abandonado / JQ (ou Jair) é a certeza de um Brasil, moralizado! / Alerta, meu irmão! / Vassoura, conterrâneo / Vamos vencer com Jânio (ou Jair)".
1964, golpe militar por conta do risco comunista, contra a corrupção e pela família e propriedade e com Deus. A história do Brasil, desde o império, alterna tragédia e comédia de mesmo fundo.
2018, intensa campanha nas redes sociais digitais alertando para eliminar o perigo comunista, "metralhar a petralhada", preservar a família, propriedade e manutenção dos valores cristãos. É, ou não é, 2018 a repetição da mesma história, mas com toque de comédia?
Parodiando 1964, em 2018, o milico Bozo e seus companheiros milicos sendo alçados pela classe média como o…

Últimas postagens

Não é mesmo meu Presidente!

Delações - a mudança possível

Cicloviagem no Circuito Vale Europeu, SC, Brasil

Nivel civilizatório ladeira abaixo

Alugo Apto para temporada em Joinville,SC

10 anos de operação Isoflama, julho 2016

Tensão Residual - Tratamento Térmico

Caminho Central de Compostela

16 de agosto e as crises: política e econômica

"O Uruguai não está doidão"